Busque consistência e constância em tudo o que faz!

Nossa marca pessoal é um rastro que deixamos por tudo que fazemos e falamos, e principalmente por aquilo que toca às emoções das pessoas.

 

Lembro da minha avó. Determinada, segura, tomou as rédeas da sua vida ao ficar viúva e foi trabalhar em uma fábrica de chapéus, nos anos 20 do século passado! Admirável!

 

Era venerada por todos como exemplo de coragem, força e persistência. A que não desistia, não se detinha por qualquer problema. Não deu certo aqui, ela se virava e encontrava uma saída.

 

Eu, no entanto, lembro sempre (em primeiro lugar) das ordens que me dava. Faça isso, faça aquilo, aquelas coisas que a menina faminta por livros e quadrinhos não queria fazer. Eu só queria  ler, estudar. Mas, tinha que lavar a louça e tirar o pó dos móveis.

 

Por quê é essa a minha primeira lembrança? Por que as tarefas que visavam me ensinar o valor do trabalho, da responsabilidade, de que devemos participar e ajudar para o bem-estar de todos, me tiravam daquilo que eu mais gostava, gerando frustração. E era diário, obrigação constante!

 

Muita ou pouca frustração, já não sei dizer.  O certo é que o que diz respeito às emoções, fica gravado. E o que eu diria da vovó? Autoritária, mandona, general! 😄

 

Veja, tudo o que fazemos de forma consistente e constante, passa a fazer parte da figura que fazem de nós, da nossa marca pessoal.

 

Exercemos variados papéis, e para cada um, precisamos atuar da maneira mais adequada para que os resultados esperados sejam entregues. Como conciliar esses papéis? O segredo está no fio condutor entre as ações que tomamos em nossas diferentes posições. Nossos valores.

 

A mesma persistência e determinação que minha avó aplicava na solução dos problemas diários, ela aplicava na educação que me dava. Vinha dos seus valores. Responsabilidade e trabalho duro, principalmente.

 

Agora, imagine o resultado das suas ações no dia a dia da empresa. Como você está se comportando? Como está se comunicando? O que suas atitudes constantes estão dizendo de você e que marcas estão deixando?

 

Neste vídeo abaixo, Simon Sinek nos fala como construir nossa marca e nossa liderança, baseados na consistência de nossas atitudes.

 

 

 

Logo percebemos que seja líder de um grupo, liderado em outro, par em outro, é preciso existir coerência para que se possa agir com consistência, e com a constância necessária, para dar corpo à nossa marca pessoal e deixarmos a melhor lembrança do que somos.

 

E a coerência é um grande desafio para o ser humano!!! Em tempos líquidos, onde tudo muda rapidamente e tudo tem que ser feito de forma tão veloz, muitas vezes sequer temos tempo para pensar antes de responder às demandas recebidas.

 

O que fazer então? Explorar! Olhar para si e entender seus valores, o que lhe move, o que faz sentido para você na vida, o que quer, o que espera alcançar.

 

Trata-se de desenvolvimento pessoal, de inteligência emocional, da vontade de crescer a cada dia. Desenvolver a consciência de nossas emoções e do impacto que causamos aos outros. Autoconhecimento, pra começar.

 

E dentro desse processo, buscar feedback. Como o outro me vê? O que ele sente quando ajo de uma forma ou de outra? Pergunte! As reuniões um-a-um, muito comuns no mundo corporativo, são ótimas para essas conversas, desde que você crie um clima amistoso e não queira dar feedback no mesmo dia em que pede feedback.

 

Lembre que feedback é para ser aceito e não respondido ou justificado!

 

Receba, reflita, verifique como está se comunicando e faça seu plano com as medidas de ajuste que lhe pareçam pertinentes.

 

Quanto mais você agir de acordo com seus valores, mais você estará em consonância e mais fácil será, não importando o papel que você estiver exercendo no momento. Pai, mãe, filho, professor, colaborador ou CEO de uma empresa, a razão central de todas as suas ações será o mesmo.

 

E a coerência estará presente, abrindo caminho para que você deixe sua marca da maneira que desejar.

 

Este ponto resolvido, busque ser constante também.

 

Distribua os elogios merecidos, faça as críticas construtivas, presenteie, compartilhe, colabore! Frequente a academia, cuide de sua gente querida, vá ao cinema, leia livros, ofereça ajuda, tudo o que for bom para você e todos aqueles que estão à sua volta, faça! E faça com frequência.

 

Assim você estará construindo relações duradouras e deixando a sua marca.

Essa marca pessoal memorável, de que sempre falamos!

 

*****

 

Quer saber mais? Veja aqui como o programa de Gestão de Marca Pessoal pode ser transformador na sua vida e na construção da sua carreira brilhante!

 

Obrigada por ler o artigo!

 

Gostou? Curta, comente e compartilhe em suas redes, para que alcance mais pessoas! 

 

Visite o  site e deixe uma mensagem para continuarmos essa conversa.

 

Revisão do artigo originalmente publicado no site IT Fórum 365.

 

Outros artigos que podem lhe interessar:

A coerência impacta a sua marca pessoal!

Mudar de opinião, eu?

Fique ligado: a incoerência prejudica sua marca pessoal!

 

0 Comments
Share Post
No Comments

Post a Comment