Mapa mental de Branding

Confira os benefícios de implementar o Personal Branding na sua organização

O que o Personal Branding – ou Gestão de Marca Pessoal – pode trazer, de fato, para a sua organização?

 

A era em que vivemos é a da humanização. Definitivamente. Quanto mais tecnologias são desenvolvidas e implantadas, mais o fator humano é fundamental. E quando se trata de consumo? Mais ainda! Compra, venda, negócios enfim, são feitos entre pessoas!

 

Se você tem ou dirige uma empresa, imagino que já trabalhe pensando sempre na experiência do seu cliente. O que você produz, como produz, que impacto tem nas pessoas, é o que vai levar o seu negócio a ser bem-sucedido, ou não.

 

Tradicionalmente, a publicidade se encarregava de fazer nossos produtos e serviços chegarem à frente do consumidor e encantá-los com suas propriedades. Os anúncios se valiam de situações bonitas e desejáveis e muitas vezes, de personalidades influentes, para levar a sua mensagem.

 

Mas, o crédito da publicidade decaiu estupidamente nos últimos anos. Quantas vezes não se escuta falar “ah.. isso é só publicidade!”… ou “puro marketing”?

 

Essa forma de promoção não morrerá, pois os produtos e serviços de sua empresa precisam ser amplamente vistos e conhecidos. Por outro lado, é fato que nos dias atuais, não é o canal em que os usuários mais confiam.

 

Confiança é a base de tudo!

 

Todos os bons relacionamentos se baseiam em confiança e não é diferente entre a sua marca e o público que possa querê-la, como também sucede com a relação entre sua empresa e seus colaboradores.

 

O respeitado relatório Edelman Trust (global, em inglês) teve a edição de 2019 com foco na “Confiança no trabalho”. Foram entrevistadas 33.000 pessoas online em 27 países e eles tem um relatório específico para o Brasil.

 

As conclusões apontam que depois de 20 anos, período em que a confiança nos governos e figuras de poder como presidentes e CEOs, despencou e cresceu no que “gente como a gente” diz, em 2019 a confiança se volta para o “meu empregador”. Talvez porque estando mais próximo, pareça mais controlável, é o que sugere o relatório.

 

Employer Branding – Marca Empregadora

 

Se assim é, então esse é o momento de consolidar as relações com seus colaboradores, criando a oportunidade ganha-ganha. Falo de Employer Branding, como você trabalha a sua marca empregadora. Remuneração, benefícios, ambiente de trabalho, oportunidades de crescimento. Quanto mais forte a sua marca empregadora, menor a rotatividade e maior a atração de talentos. E veja o que é dito sobre consumo nas pesquisas da Edelman.

 

 

Employee Branding – Employee Advocacy

 

O fortalecimento da marca empregadora vai de mãos dadas com os programas de Employee Branding ou Employee Advocacy (artigo em espanhol), ou Embaixadores de Marca. A partir do engajamento dos seus colaboradores com a sua marca corporativa, eles a promovem, propagam, defendem, através dos canais digitais que usam e mesmo, no seu dia a dia, offline.

 

Se no passado, falávamos de nossas vivências profissionais apenas com colegas de profissão e entre amigos e familiares, hoje, todos compartilham seus sentimentos e experiências com empresas nas redes sociais, e é absolutamente incontrolável o número de pessoas que são alcançadas por essas mensagens.

 

Uma mensagem qualquer pode alcançar milhares, milhões de pessoas.

 

E já que é assim, que tal aproveitar a onda?

 

Se os consumidores confiam mais em pessoas como ele mesmos – funcionários da empresa que conhecem bem o seu produto – e nos especialistas técnicos, dê voz aos seus colaboradores, de forma genuína, com responsabilidade e treinamento, e veja o resultado!

 

 

Um bom programa de Gestão de Marca Pessoal dentro da sua organização trabalhará, pelo menos 3 áreas:

 

  • A Gestão da Marca Pessoal dos colaboradores, proporcionando o entendimento de seus pontos fortes, do valor de sua colaboração, da estratégia para o desenvolvimento de suas carreiras. E isso é muito bom para eles e para a sua marca empregadora.

 

  • Alinhamento dos valores organizacionais com os pessoais, criando mensagens de impacto sobre a empresa e garantindo uma boa comunicação com o público externo.

 

  • Uso das mídias digitais, treinando os colaboradores para o melhor uso das redes nas mensagens sobre a organização.

 

Quais os benefícios para a empresa? Entre outros:

 

  • reforço da boa reputação da empresa
  • consolidação da marca empregadora
  • colaboradores mais engajados
  • humanização da marca
  • amplificação da mensagem da marca/empresa
  • retenção e atração de novos talentos

 

A publicidade mais efetiva é a que a que seus colaboradores fazem.

 

O que é dito pelos funcionários, a atitude que demonstram nas redes sociais em relação a seus empregadores, aos produtos e serviços da empresa, contribui muito para o sucesso da sua marca!

 

Obrigada por ler o artigo!

 

Gostou? Curta, comente e compartilhe em suas redes, para que alcance mais pessoas! 

 

Visite o site e envie uma mensagem para continuarmos essa conversa.

 

Revisão de artigo originalmente publicado no site IT Fórum 365.

0 Comments
Share Post
No Comments

Post a Comment