A Gestão da sua Marca Pessoal vai determinar o futuro do seu trabalho

30% dos empregos atuais poderão desaparecer até 2030, por conta da automatização que ocorrerá em muitas áreas, na estimativa em um estudo de dezembro de 2017 da McKinsey.

 

O futuro pode parecer muito incerto se nos focarmos no avanço da tecnologia como uma ameaça em lugar de olhar para as oportunidades. Ainda que por natureza, sejamos avessos à mudança pois temos medo do desconhecido, podemos resistir, e no final, teremos que nos adaptar de uma maneira ou de outra.

 

Por isso, melhor pensar de que lado você quer estar. No que se adapta à força pegando as sobras ou ao lado dos que se antecipam e fazem parte da construção do futuro?

 

É verdade que a velocidade com que tudo vem ocorrendo é maior do que em qualquer outro tempo e deve aumentar ainda mais. E todo trabalho mecânico, repetitivo, será substituído por uma máquina, mais cedo ou mais tarde.

 

Não sabemos como acontecerá em cada campo, em cada tipo de indústria ou serviço. A introdução de novas tecnologias custa caro, porém a maioria das empresas vêm se preparando para automatizar o que for possível, comprando máquinas, instalando aplicativos, (re) desenhando processos. A qualquer momento, a novidade pode bater à sua porta. Você está preparado?

 

Se pensa que sim, ou pensa que não, é aqui que entra o seu trabalho de gestão da sua marca pessoal.

 

Marca Pessoal

 

Administrar a sua marca pessoal dentro deste cenário, significa conhecer-se, saber quais são as suas habilidades e competências, o que você gosta de fazer, o que não quer nem tentar.

 

Pesquisar, estudar, entender o que está acontecendo no seu ramo de atuação e explorar o seu potencial para saber o que você precisa desenvolver para não ser atropelado pelas mudanças que a sua empresa e o seu setor irão efetuar.

 

Como você se comporta quando vê essa atividade dentro da sua organização ou do seu mercado? Você é curioso, se mostra interessado ou deixa passar como se não fosse problema seu?

 

Pense que ainda que muitas atividades passem a ser realizadas por robôs, estes precisarão de especialistas para que sejam programados, ajustados e até mantidos em ordem. Quantos profissionais poderão ser absorvidos aí? Muitos, desde que estejam qualificados.

 

E assim como nesse exemplo, vamos lembrar como os robôs já estão inseridos em campos superespecializados como na medicina. Eles trazem melhor visão dos campos operatórios, maior precisão de movimentos, evitam detalhes humanos como o tremor (todos temos, os médicos também!) e permitem que o médico, menos cansado, tenha melhor performance na execução da cirurgia. A combinação do humano com o robô trazendo excelência para nós!

 

Veja, o cirurgião continua lá guiando o robô na cirurgia, no entanto, ele teve que se capacitar para isso!

 

Assista ao vídeo se quiser saber um pouco mais sobre cirurgias robóticas e o treinamento dos médicos para elas.

 

 

 

Voltando à sua marca pessoal, investigue as novidades que estão acontecendo na sua área, como as empresas estão se movendo e se pergunte como você se encaixa nesse futuro. Que tipo de trabalho você poderá realizar com o que sabe hoje e quais aptidões, formações, especializações deverá fazer para se manter atualizado.

 

Uma outra possibilidade é que você mude totalmente de rumo, se a sua profissão ou ocupação presente estiver em vias de extinção.

 

O futuro do seu trabalho

 

Carl Benedikt Frey and Michael A. Osborne fizeram uma pesquisa no mercado americano sobre as atividades que poderiam desaparecer devido à automação e publicaram um relatório em 2013, que resultou no site Will robots take my job?. Lá você pode ver qual a possibilidade de que você tenha que se reinventar rapidamente!

 

Faça o seu trabalho de casa e olhe para dentro para saber o que você pode e quer fazer. Estar seguro disso é o que pode te levar a criar uma estratégia vencedora para o futuro da sua vida profissional.

 

Profissões ligadas diretamente à tecnologia como programação, desenvolvimento de softwares e aplicativos, cientista de dados, serviços de Internet, etc. são menos suscetíveis, claro! Ainda assim, as soft skills, habilidades comportamentais e sociais são cada vez mais requisitadas. Competências relacionadas às emoções como a criatividade e a inventividade são citadas em todas as listas de competências necessárias para o futuro.

 

Se você já está confortável, que bom! Mas, não deixe de considerar que se a mudança é a única certeza que temos, amanhã esse conforto pode desaparecer, então não estacione!

 

Entenda a importância de administrar estrategicamente a sua Marca Pessoal e tome o controle da sua carreira nas mãos. Concentre seus esforços em se desenvolver!

 

Com esse quadro completo, desenhe uma estratégia para se colocar nos mercados de maneira autêntica e genuína. Isso quer dizer mostrar quem você é, como pode contribuir com as empresas, as comunidades, de tal maneira que se destaque e esta exposição seja favorável aos seus objetivos.

 

Trabalhe para que a percepção das outras pessoas seja a melhor possível, sejam elas seus superiores, cientes, parceiros ou colegas de departamento.

 

Gerenciar sua marca pessoal é um trabalho para a vida toda, é desenvolvimento contínuo, e requer esforço, dedicação, trabalho duro. Ainda assim, é a melhor ferramenta para que você construa o futuro que deseja!

 

Sucesso!

0 Comments
Share Post
No Comments

Post a Comment